Buscar

Utilizar telha térmica pode reduzir mais de 10°C do ambiente

Atualizado: Jan 28

Para quem está buscando aumentar o conforto térmico e acústico, economizar em energia elétrica e valorizar o imóvel, as telhas térmicas são uma ótima opção.


Saber quantos graus de temperatura uma telha pode reduzir (no calor) é uma informação muito solicitada por construtores no momento de decidirem qual material utilizar na cobertura. É uma pergunta difícil de responder, pois há uma série de fatores que influenciam, como área, incidência solar, ventilação, composição das paredes, entre vários outros. No entanto, buscamos tornar mais palpável a diferença do conforto térmico entre materiais. Fizemos um comparativo básico da telha térmica com PIR (Poliisocianurato Rígido) e a telha metálica simples em um ambiente de 20x10x4m, simulando uma loja ou sala climatizada.


O resultado foi que, em condição de igualdade de taxas de calor e temperatura externa de 35°C, a temperatura interna do ambiente com telha térmica estaria em 23°C, enquanto que com telha metálica simples ficaria 33,5°C!


Para facilitar o entendimento desta condição de igualdade, podemos imaginar uma temperatura externa de 35°C, ao meio dia, com ar condicionado de mesma potência em dois ambientes. No ambiente interno com telha térmica, o ar condicionado estaria conseguindo manter uma temperatura de 23°C, enquanto que com telha metálica praticamente não conseguiria reduzir a temperatura.


Para entender um pouco melhor sobre o comparativo realizado, fizemos um resumo abaixo.


Materiais do comparativo:

1- Telha térmica com núcleo isolante em PIR 30 mm e chapa galvalume natural 0,50 mm em ambas as faces.

Radiação Solar de acordo com cada orientação das paredes e cobertura. Transmitância térmica (U) de 0,64 W/m²K. Absortância do galvalume (α) de 0,2.


2- Telha metálica galvalume natural 0,50 mm.

Radiação Solar de acordo com cada orientação das paredes e cobertura. Transmitância térmica (U) de 4,76 W/m²K. Absortância do galvalume (α) de 0,2.


As trocas de calor acontecem porque o calor é um tipo de energia que transita entre os corpos para ocasionar o equilíbrio térmico entre ambos. Em condição de igualdade de variáveis em um comparativo, é possível estimar a diferença no conforto térmico de materiais e assim ter uma ideia melhor da eficiência térmica.



O estudo tem um viés apenas comparativo, e não serve para dimensionar um equipamento de refrigeração nem como base para estudos acadêmicos, por desconsiderar diversos fatores.


Considerações

- Radiação solar incidente em planos verticais e horizontais para o dia 22 de dezembro na latitude 30° Sul segundo FROTA & SCHIFFER (1995).

- A telha é tida como plana para efeito de incidência solar, como se fosse um painel. Não são considerados os gomos e variações de espessura.

- Desconsidera-se diversas variáveis como atraso térmico, ventilação do local, transmitância de calor de materiais internos ou seres vivos no ambiente, tolerâncias de propriedade dos materiais, entre outros.


Referências

- ABNT Projeto 02:135.07-001/2, Setembro 2003. Desempenho térmico de edificações Parte 2: Métodos de cálculo da transmitância térmica, da capacidade térmica, do atraso térmico e do fator solar de elementos e componentes de edificações

- http://www.labeee.ufsc.br/sites/default/files/disciplinas/ECV5161%20Apostila-v2011_0.pdf


Está em dúvida em qual material para sua obra? Entre em contato conosco pelo telefone (51) 3587.3666 ou WhatsApp (51) 99416.6058. Obrigado pela leitura e até a próxima!

Telefone: (51) 3587 3666

R. Nilo Peçanha, 486 - Rondônia, Novo Hamburgo - RS, 93320-380, Brasil

  • Bulltrade_Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Bulltrade Industrial Ltda.

CNPJ: 87.820.155/0001-52         IE: 086/0204804

©2019 by Bulltrade.

whatsapp-logo-1.png